QUILOMBO DO CUMBE COMEMORA DIA DAS CRIANÇAS

RELACIONADOS:

Publicado em 14/10/2021

   O Quilombo do Cumbe: Associação Quilombola do Cumbe, realizou no dia 12  de outubro a "Festinha das Crinças". A celebração aconteceu no espaço da própria  sede, iniciando com um show de ilusionismo e seguiu com  gincana, roda de capoeira dos jovens quilombolas do Cumbe, apresentação do filme As Aventuras de Robson Crusoé, pula pula e distribuição de pipoca e outros lanches para a meninada. 
 

site 2_edited.jpg
site 3_edited.jpg

A festa do dias das crianças é um dos eventos culturais realizado pela Associação Quilombola do Cumbe. 
 

site 8_edited.jpg

QUILOMBO DO CUMBE/ARACATI - CE

VII FESTA DO MANGUE DO CUMBE

CELEBRANDO A RE-EXISTÊNCIA QUILOMBOLA PESQUEIRA E O BEM VIVER

Publicado em 05/10/2021

   Nos dias 10,11 e 12 de setembro de 2021, aconteceu no Quilombo do Cumbe/Aracati - Ceará, a VII Festa do Mangue do Cumbe, com o tema: Celebrando a Re - Existência Quilombola Pesqueira e o Bem Viver. Este ano por conta da pandemia do corona vírus - COVID 19, a Festa aconteceu com a participação somente dos comunitários quilombolas do Cumbe, como forma de prevenção da entrada da COVID 19 na comunidade. A Festa fez alusão aos 25 anos de luta e resistência que os quilombolas do Cumbe vem travando para a defesa do território quilombola de uso comunitário, afirmação da identidade quilombola pesqueira e o fortalecimento das práticas culturais, saberes e modos de fazer. Práticas essas importantes para reprodução social, econômica, cultural, política e bem viver dos quilombolas do Cumbe.

 A Associação Quilombola do Cumbe entidade representativa dos Pescadores/as, Marisqueiros/as e demais ofícios que se reconhecem como Quilombolas. Desempenha  um importante trabalho junto as 110 (cento e dez) famílias no Quilombo do Cumbe. 

 Há 25 (vinte e cinco) anos ela surgi em meio a uma serie de problemas ambientais e sociais ocasionados pelos empreendimentos da carcinicultura em áreas de manguezais. Ou a comunidade resistia ou ela estaria fadada a desaparecer devido a forma degradadora e expulsiva.

 A resistência esta no DNA dos povos tradicionais e não seria diferente com os/as  Quilombolas do Cumbe. Se tornou verbo e construiu ao longo desses 25 (vinte e cinco) anos sua própria historia registradas em varias pesquisas acadêmicas, matérias de jornais, revistas cientificas entre outros. 

 Assumimos para nós esse dever de garantir para nossa e as futuras gerações, um território livre, preservado e de uso coletivo. Porem são muitos os desafios que surgem durante aos processos de luta que vão do próprio local a esfera global como é o caso do aquecimento global e suas mudanças climáticas. A atuação inescrupulosa dos empresários e a ineficácia e conivência do estado brasileiro, que criminaliza e perseguem quem ousa lutar para se contrapor as injustiças ambientais, raciais e sociais.

 Por isso nos organizamos em varias frentes para avançarmos na Regularização do Território Quilombola do Cumbe. Estamos em vários espaços, denunciando e dando visibilidade as violações de nossos direitos constitucionais, lesados muitas vezes pelos próprios operadores da justiça.

 A Festa do Mangue é um dos espaços importantes para falarmos para muitas pessoas, o que fazemos, o que acreditamos, o que defendemos. Um evento cultural com caráter politico, social, ambiental. Que fortalece a resistência local, valorizando todo o conhecimento, costumes e tradições da Comunidade Quilombola do Cumbe. Nos dias 10,11 e 12 de setembro de 2021, aconteceu no Quilombo do Cumbe/Aracati - Ceará, a VII Festa do Mangue do Cumbe, com o tema: Celebrando a Re - Existência Quilombola Pesqueira e o Bem Viver. Este ano por conta da pandemia do coronavírus - covid 19, a Festa aconteceu com a participação somente dos comunitários quilombolas do Cumbe, como forma de prevenção da entrada da covid 19 na comunidade. A Festa fez alusão aos 25 anos de luta e resistência que os quilombolas do Cumbe vem travando para a defesa do território quilombola de uso comunitário, afirmação da identidade quilombola pesqueira e o fortalecimento das práticas culturais, saberes e modos de fazer. Práticas essas importantes para reprodução social, econômica, cultural, política e bem viver dos quilombolas do Cumbe.

COMO FOI A VII FESTA DO MANGUE DO CUMBE EM 2021?

A VII Festa do Mangue do Cumbe no ano de 2021 devido a pandemia do corona vírus, não foi aberta para o publico de fora, se restringindo apenas para pessoas da comunidade e comunidades próximas. Mantendo as atividades culturais realizadas em outras edições. 

PROGRAMAÇÃO

Sexta-feira - 10/09/2021 - 19hs

Abertura pela Diretoria da Associação Quilombola do Cumbe, a Sra. Cleomar Rocha 

WhatsApp Image 2021-09-24 at 11.40.08.jpeg

Apresentação do Grupo Calungas do Cumbe

Distribuição de pipocas para crianças e participantes

IMG_5236.JPG.jpg

Sábado - manhã e tarde - 11/09/2021

Vivência no Manguezal - passeio de barco, cumê no mato, competição de captura de caranguejos com os mestres do mangue do Cumbe e lazer 

IMG_5308.JPG.jpg
IMG_5340.JPG.jpg

Noite do sábado - 19hs

Cine Cumbe - Documentário sobre a Cultura Alimentar do Quilombo do Cumbe - Debate.

Apresentação do Grupo de Capoeira - Teatro Navio Negreiro e Maculelê

IMG_5348.JPG.jpg

Domingo - 12/09/2021

 Premiação dos Mestres do Mangue do Cumbe 2021

1º lugar - Pedro Henrique (Dedé)

2º lugar - Luiz Fernando (Nando)

3º lugar - Raimundinho

4º lugar - Jackson (Nego) 

5º lugar - José Edimar, Ernandes e Ronaldo (Naldim)

Carangueijada

Encerramento com o Forró dos Pescadores/as na Palhoça da Luciana

Agradecimentos.

Aos nossos apoiadores/as, a comunidade quilombola do Cumbe. Esperamos no próximo ano que a Festa aconteça de forma aberta para todos e todas.

IMG_5303.JPG
IMG_5303.JPG

Describe your image

press to zoom
IMG_5393.JPG
IMG_5393.JPG

Describe your image

press to zoom
IMG_5293.JPG
IMG_5293.JPG

GALERIA DE FOTOS - VII FESTA DO MANGUE DO CUMBE - ARQUIVO - ASSOCIAÇÃO QUILOMBOLA DO CUMBE

press to zoom
IMG_5303.JPG
IMG_5303.JPG

Describe your image

press to zoom
1/13

Juntas no Enfrentamento da Violência Contra as Mulheres

Cleomar Ribeiro, Pescadora/Artesã e atual presidenta da Associação Quilombola do Cumbe/Aracati-CE participou com lideranças de outros territórios em um vídeo com o titulo "Juntas no enfrentamento a violência contra as mulheres" A Ordem do Advogados do Brasil - OAB -CE, gravou o vídeo com a participação da Assessora especial de Acolhemento aos Movimentos Sociais, Zelma Madeira.

PUBLICADO EM 31 DE MARÇO 2021

PUBLICADO EM 28 DE JULHO DE 2020

A Associação Quilombola do Cumbe, no município do Aracati, litoral leste do Ceará, com o Apoio do Fundo Baobá para Equidade Racial, faz doações de cem (100) kits de produtos de limpezas, higiene pessoal e máscaras para famílias quilombolas do Cumbe durante o período da pandemia do coronavírus.

 

Todos esforços são necessários para evitarmos o máximo o contágio do COVID-19, que em algumas pessoas pode se manifestar com sintomas de uma gripe comum, mas para outras pode ser mais graves agravando o quadro de saúde inclusive levando a óbito.

 

Na comunidade do Cumbe através de reuniões virtuais a coordenação da associação tem discutido possíveis medidas que ajudem na proteção desse vírus, sabendo da fragilidade da estrutura do serviço de saúde publica no município de Aracati-CE.

 

Seguindo as orientações dos órgãos de saúde e dispositivos de leis municipais, estaduais e federais, dentre as orientações está o isolamento social.

 

 Seguir a risca essas orientações também é necessário ter subsídios que permita que as pessoas possam ficar em suas casa evitando o máximo a exposição, como auxílios financeiros, doações de cestas básicas e matérias de limpeza e higiene pessoal, levando em conta a situação socioeconômica de cada um.

 

Nesse sentido buscamos parcerias  de órgãos governamentais e não governamentais, empresas privadas para apoio em demandas de combate ao COVID-19. 

wix13.PNG

Foram montados kits dos produtos e entregues  no mês de junho de 2020.

O primeiro apoio para combate  ao C0VID-19 veio pelo Fundo Baobá, que é um fundo para equidade racial. Uma organização sem fins lucrativos que atua principalmente na ragião nordeste do pais. O apoio veio através de um edital especifico emergencial para a aquisição de produtos de higiene e limpeza para serem doados. O apoio contemplou 100 (cem) famiías

 entre elas quilombolas e não quilombolas.

Ainda no mês de junho de 2020, acessamos o edital para Chamadas de Projetos Para Apoio aos Grupos de Base no Enfrentamento ao COVID-19, Regiões Norte e Nordeste. O projeto na linha de ações que possibilitem a redução do impacto socieconômico gerado pela crise da pandemia pelo Fundo Socioambiental Casa. O objetivo geral do projeto é finalizar o processo de construção da unidade de 

wix17.PNG

beneficiamento de pescado e do restaurante comu-

nitário. Temos o objetivo de garantir a comercialização e/ou doação da produção pesqueira como mariscos (ostras, sururu, intam e buzio); crustáceos (caranguejo-uçá, siri, camarão do rio e guaiamum) e peixes (carapeba, tainha, sauna, camurim e etc), tirando a pessoa do atravessador, agregando valor a produção. No contexto da pandemia do coronavírus, nossa intenção é comprar os pescados dos quilombolas do Cumbe e fazer a doação na região para as comunidades vulnerabilizadas pela covid-19 como quilombolas, comunidades rurais, assentamentos da reforma agrária e comunidades urbanas, colaborando com a soberania e segurança alimentar dessa população. Desta forma, trabalharemos a economia solidária, fortalecendo a pesca e mariscagem ar-

tesanal, gerando renda e alimento para comunidade do Cumbe, além de contribuir com comunidades rurais e urbanas da região que sofrem atualmente com desafios devido ao Covid-19 para a garantia mínima de alimentação. Para isso, precisamos fazer um investimento na unidade de pesca que proporcione o beneficiamento, embalagem, armazenamento e distribuição dos alimentos. Tal investimento ainda auxiliará os futuros processos comunitários de economia solidária, através da geração de renda e fortalecimento da pesca artesanal local. Robustecendo os processos comunitários em defesa e afirmação do território Quilombola do Cumbe e o seu bem-viver.

Ainda no mês de junho  a Associação Quilombola do Cumbe na mesma linha do combate ao COVID-19, junto ao Fundo Brasil de Direitos Humano, acessa recurso para aquisição de 100 (cem) cestas básicas, 100 (cem) kits de materiais de higiene pessoal,limpeza e compra de tecidos para confecção de mascaras para serem distribuídas para 100 (cem) familias quilombolas e não quilombola

Além dessas instituições citadas acima também temos outras parcerias que já vem nos apoiando em várias ações dentro da comunidade quilombola. Que já atuava bem antes da pandemia do COVID-19, e se estende para além desse momento, traçando objetivos específicos e gerais de preservação, proteção, garantias de direitos, firmando acordos e cooperações mútuas minimizando efeitos negativos de empreendimentos instalados no território do Cumbe.

PARCERIAS:

CONSELHO PASTORAL DOS PESCADORES.JPG
wix 28.png